4 erros para evitar na hora de fazer planejamento tributário

A complexidade da carga tributária existente no Brasil é uma dor de cabeça para muitos empresários. Nesse contexto surge a necessidade do planejamento tributário nas empresas, independentemente do seu porte.

Mesmo aqueles enquadrados no Simples Nacional — regime tributário diferenciado para as pequenas empresas — são acometidos por dúvidas no momento de cumprir as suas obrigações fiscais.

Foi pensando nisso que resolvemos escrever este artigo, contendo os 4 erros para serem evitados na hora do planejamento tributário. Confira:

1. Não conhecer o planejamento tributário

Assim como um administrador realiza o gerenciamento das vendas, gestão de pessoas e outras áreas, o cumprimento de suas obrigações fiscais também deve ser objeto de planejamento e gerenciado, de forma organizada.

O problema é que a grande maioria dos gestores sequer sabem o que é planejamento tributário.

Basicamente, planejamento tributário é a gestão da apuração e pagamento dos impostos de uma empresa e também o estudo de formas para reduzir a carga tributária ou postergar o pagamento de tributos. Tudo isso dentro dos preceitos e determinações da Legislação fiscal vigente.

Além disso, o planejamento tributário surge como uma forma de minimizar as possibilidades de erros no cumprimento de obrigações fiscais, protegendo a empresa em casos de fiscalização.

Na grande maioria dos casos não existe a menor intenção de ignorar a lei e fugir dos impostos. No entanto, o conjunto de regras a ser respeitado é tão grande que, frequentemente, empresários são penalizados com multas e demais sanções, pelo simples fato de não aplicarem um bom planejamento tributário.

2. Falta de conhecimento sobre a carga tributária

Outra falta grave cometida pelos empresários é a falta de conhecimento sobre carga tributária e demais informações sobre gestão de impostos do seu negócio.

De fato, os gestores e administradores das empresas têm uma série de responsabilidades relacionadas ao seu negócio, mas o conhecimento básico sobre as questões tributárias é de importância crucial para o sucesso das atividades.

Quando o empresário não conhece sobre carga tributária e gestão fiscal, costuma colocar a culpa em problemas com o fisco no sistema tributário, quando, na verdade, o que ocorre é a falta de conhecimento.

3. Não utilizar um software de gerenciamento fiscal

Apesar do avanço da tecnologia, não raro, encontramos empresas executando as atividades do departamento fiscal de modo manual. Essa é uma prática extremamente custosa e trabalhosa.

Isso porque, esse setor é o responsável por lançar as informações fiscais e posteriormente emitir relatórios gerenciais importantes ao planejamento tributário. Sendo assim, economizar nas ferramentas utilizadas nele não é uma forma inteligente de reduzir custos, como muitos empresários pensam.

A “economia” gerada pela não contratação desse tipo de ferramenta pode ser completamente absorvida pelos prejuízos causados por erros de digitação ou falta de atenção no lançamento das informações.

Além disso, possuir um software de gerenciamento fiscal fará com que você ganhe tempo no momento de gerar relatórios e obter informações importantes para serem utilizadas no planejamento tributário de sua empresa.

4. Não contratar um serviço de contabilidade

O maior erro que os gestores podem cometer é tentar elaborar um planejamento tributário sem o auxílio de um profissional qualificado e habilitado na área contábil.

O contador estará atento às possibilidades legais de redução da carga tributária ou, até mesmo, adiamento do pagamento de alguns tributos.

Existem casos em que uma simples mudança no dia da emissão de uma nota fiscal pode postergar o pagamento de tributos por um trimestre inteiro.

Além disso, ele vai alertar os gestores com relação a possíveis erros que podem gerar penalidades e multas para a empresa.

Mesmo que você não cometa nenhum dos erros descritos acima, toda empresa está sujeita à fiscalizações e auditorias dos órgãos de arrecadação tributária.

Quando sua empresa tem um planejamento tributário eficaz, todo o processo de fiscalização é realizado de forma descomplicada, uma vez que todos os documentos fiscais estarão organizados.

Para completar o assunto, e não cometer o erro descrito no item 2 deste artigo sobre planejamento tributário, leia o nosso post sobre os regimes de tributação existentes no Brasil.

Posted in:

2 Comments

  1. Boa tarde!
    Como usar citações deste site?
    Não tem autor?

    • Boa tarde Lani, tudo bem?
      Como o conteúdo é desenvolvido por uma empresa, você pode utilizar Autor Corporativo.
      Esperamos ter ajudado! 😘

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *