5 benefícios de usar ferramenta de análise de documentação fiscal

Com uma legislação bastante complexa, repleta de normas e leis, a gestão fiscal do negócio é um verdadeiro desafio, pois qualquer falha pode se constituir em prejuízo com multas e sanções.

Contudo, existem ferramentas que simplificam o gerenciamento da documentação fiscal. A automação tecnológica traz uma série de vantagens para essa área do empreendimento. Por meio dela é possível otimizar os processos, aumentar a produtividade e, consequentemente, a lucratividade.

Neste post, você conhecerá os benefícios de utilizar as ferramentas tecnológicas para gerir a atividade fiscal da sua empresa. Confira!

Documentos e obrigações da área fiscal

O número de documentos e obrigações principais e acessórias na área fiscal é relativamente grande. Por isso, é importante conhecer toda a documentação e obrigação fiscal a que a empresa está submetida. Veja as mais importantes:

  • documentos fiscais: notas fiscais eletrônicas de compra, vendas e serviços;

  • apuração e recolhimento de impostos: (ICMS, ICMS-ST, PIS, COFINS, IRPJ, CSLL, IPI, II, IE, ISS etc.);

  • apuração e retenção de impostos retidos na fonte: (IRRF, PIS/COFINS/CSLL, INSS, ISS etc.).

  • escrituração de livros fiscais (livro de entradas, saídas, registro de apuração de ICMS entre outros).

  • gerenciamento da obrigação acessória SPED e seus módulos:

  • Nota Fiscal Eletrônica – NF-e;

  • Escrituração Fiscal Digital – EFD;

  • Escrituração Contábil Fiscal – ECF;

  • Escrituração Contábil Digital – ECD;

  • Escrituração da Contribuição para o PIS/Pasep e da COFINS, nos regimes de apuração não-cumulativo e/ou cumulativo – EFD Contribuições;

  • Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais – EFD-Reinf;

  • e-Financeira;

  • e-Social.

  • preenchimento e entrega de obrigações acessórias: GIA, Sintegra, DIPJ, DASN, DCTF, DIMOB, DIRF, REDF, DES etc.

Benefícios da tecnologia na gestão fiscal

A seguir, veja alguns dos principais benefícios de utilizar uma ferramenta para análise dos documentos fiscais:

1. Gestão tributária para a redução de impostos

A tecnologia contribui diretamente para uma boa gestão tributária, uma vez que é possível concentrar em uma única plataforma diversos impostos, alíquotas e variadas formas de incidência tributária, permitindo uma análise de possíveis benefícios fiscais, créditos tributários e possibilidades de economia tributária.

Além disso, permite gerir as obrigações fiscais que devem ser cumpridas diariamente, atendendo a grande quantidade de normas que regem o sistema tributário brasileiro e evitando problemas com o Fisco.

2. Melhorias na geração de informações fiscais

O fluxo de informações é melhorado, já que com menos intervenção manual há menores possibilidades de erros e retrabalhos, produzindo excelentes resultados na geração das informações fiscais.

Dessa forma, os registros fiscais são produzidos com agilidade e segurança na geração das informações, e isso é muito importante para se evitar autuações tributárias.

3. Revisão preventiva dos arquivos SPED

O SPED é utilizado pela Administração Tributária para o cruzamento dos dados. Portanto, a revisão preventiva dos arquivos tem como objetivo verificar antecipadamente a qualidade do conteúdo das informações.

Com um ERP de análise de documentação fiscal fica muito mais fácil verificar a exatidão das informações e corrigi-las, caso necessário, antes do envio ao Fisco.

4. Verificação da tributação com base no NCM

Contar com uma plataforma de gestão fiscal permite a verificação automática dos códigos NCM dos itens, ou seja, se os produtos estão com a tributação adequada. Isso é possível, pois a base de dados é parametrizada para atender a legislação vigente.

Caso haja algum erro, o próprio software vai apontar para que nenhum documento fiscal seja emitido com irregularidades que podem gerar multa e até apreensão de mercadorias nos postos fiscais.

5. Análise cadastral de produtos

Da mesma forma, a análise cadastral dos produtos é feita com base nos itens exigidos pela legislação para a correta emissão das notas fiscais, por exemplo. Caso algum cadastro esteja incompleto ou apresente alguma inconsistência, o programa vai alertar sobre as correções necessárias.

Os benefícios da utilização de uma solução tecnológica para a análise da documentação fiscal, bom como todas as suas peculiaridades, são muitos e poderíamos citar tantos outros.

No entanto, já dá para perceber que com a correta parametrização de todo o fluxo tributário operacional da empresa dentro do software conseguimos prever os pontos de risco de atuação e melhorar a gestão fiscal.

E então, sua empresa já conta uma ferramenta de análise fiscal? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de mais informações sobre plataformas de gerenciamento fiscal? Entre em contato com a Migrate!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *